Notícias

“O Futuro Chegou Ontem” – Últimos dias em cartaz

Por Kleber di Lázzare

Criar uma reflexão sobre as contradições existentes no Brasil do presente e do passado é a proposta do solo-manifesto “O Futuro Chegou Ontem”, idealizado pela Cia. Grite de Teatro/USCS, e escrito, concebido e interpretado por Kleber di Lázzare. O espetáculo teve sua estreia presencialmente no dia 3 de julho na Giostri Livraria Teatro, onde segue em cartaz até 8 de agosto.

Na trama, um pierrô maltrapilho está abandonado à própria sorte no meio da avenida por onde sua escola de samba desfilou em um tenebroso “último carnaval”. Estão espalhados por esse lugar restos de confetes, serpentinas e corpos, sobras das histórias, vestígios de violências e marcas de crueldade.

Transitando entre o presente e o tempo passado/histórico, esse palhaço das ruas e da folia toma a avenida vazia de vida e de oxigênio e narra a sua derrocada. Ele remonta, dentro de um estado de alucinação, os últimos atos da comunidade da sua Escola de Samba na luta por (R)existirem.

O solo teatral busca criar escritas para a cena a partir dos medos, dos desejos, das perdas, dos ganhos, dos conflitos, das bifurcações, dos olhares, das cegueiras, das respirações resistentes, das asfixias forçosas, das contradições e das inércias de um país e de um povo. E, também, da necessidade inadiável de criar movimentos que nos tomou nos últimos meses e que encontra ecos em diversos outros momentos da nossa história.

“É uma escrita cênica, um manifesto, um cortejo teatral, que visam dar voz e visibilidade aos corpos, às culturas, aos sobreviventes, aos silêncios forçosos, e às páginas apagadas da nossa história; dar visibilidade e palco para os direitos retirados e às expressões de um povo – expressões, direitos e páginas que definem esse povo”, explica di Lázzare. “Criar um relato poético, cênico e teatral para estes tempos contraditórios e assombrosos é uma busca artística por uma cartografia sobre o nosso hoje para compartilhar e compreender – passado e presente – e, assim, podermos aludir acerca de possibilidades futuras”, acrescenta.

Di Lázzare conta, ainda, que se inspirou na frase “Não fomos catequizados. Fizemos foi Carnaval”, do Manifesto Antropófago de Oswald de Andrade.

O espetáculo realiza ensaios abertos nos dias 26 e 27 de junho – no domingo, às 17h, e na segunda-feira, às 20h; estreia no dia 3 de julho e segue em temporada até o dia 8 de agosto, sempre aos domingos, às 17h, e às segundas-feiras, às 20h, na Giostri Livraria Teatro – rua Rui Barbosa, 201, Bela Vista, SP.

Estudantes da USCS acompanhados não pagam, e os acompanhantes, sejam quantos forem, pagam meia-entrada cada um.


Sinopse
Um pierrô maltrapilho do terceiro mundo está abandonado à própria sorte no meio da avenida por onde sua escola de samba desfilou em um tenebroso último carnaval. Esse palhaço das ruas e da folia toma a avenida vazia de vida e de oxigênio e narra a sua derrocada. Um olhar afiado e necessário para o nosso tempo e para essa construção ameaçada por pilastras corroídas pelo tempo que chamamos de nação. É fato: ela pode vir a desabar a qualquer momento.

Ficha Técnica
Dramaturgia, Concepção e Interpretação: Kleber di Lázzare
Preparação Corporal e Assistência de Direção: Marcela Sampaio
Idealização: Cia Grite de Teatro/USCS
Pesquisa Musical, Trilha Sonora e Música Original: Edu Berton
Pesquisa e Produção Musical: Vitor Trida
Voz na Canção Original: Aline Calixto
Criação e Execução de Figurino:  Marcus Ferreira e Tarcísio Zanon
Costureira: Simone Santos
Aderecista: Biano Ferraro
Pintura de Arte: Leandro Art
Criação de Cenografia: Kleber di Lázzare
Execução de Cenografia: PalhAssada Ateliê
Visagismo: Louise Helène
Fotografia: Cleber Correa
Identidade Visual e Mídias Sociais: Carlos Sanmartin
Contrarregra e Operação de Som: Rafael Fuzaro
Assessoria de Imprensa: Pombo Correio
Produtora Executiva e Operação de luz: Marina Rodrigues
Direção de Produção: João Noronha
Administração: RN Produções Artísticas
REALIZAÇÃO: USCS – Universidade de São Caetano do Sul

Serviço
O Futuro Chegou Ontem – um solo manifesto

Ensaios Abertos: 26 (às 17h) e 27 (às 20h) de junho
Temporada: 3 de julho a 8 de agosto
Aos domingos, às 17h, e às segundas-feiras, às 20h
Giostri Livraria Teatro: Rua Rui Barbosa, 201 – Bela Vista, São Paulo – SP
Ingressos: R$50(inteira) e R$25 (meia-entrada)
Estudantes da USCS acompanhados não pagam, e os acompanhantes, sejam quantos forem, pagam meia-entrada cada um.
Vendas on-line pelo Sympla e na bilheteria do Teatro
Duração: 80 minutos
Classificação: 14 anos
Capacidade: 50 lugares
Crédito das fotos: Cleber Correa (@_cleber.correa_)