Notícias

Alunas do Mestrado Profissional em Educação apresentam trabalho no México

As estudantes Marilda Capitulina Costa Salgado e Mércia Figueiredo Della Maggiora Victor Ferreira apresentaram seu trabalho de pesquisa realizado no Mestrado Profissional em Educação, orientado pela Profª. Dra. Marta Regina Paulo da Silva,  no II Simpósio Internacional de Comunicação e Cultura, realizado entre os dias 24 a 26/4, na Univerisdad de Colima – México.

Resumo do trabalho apresentado:

Historia Oral Y la Interdisciplinariedad: Estudios de las organizaciones sociales 

MEMÓRIAS DE EDUCADORAS DE BEBÊS E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE PROFISSIONAL

Este trabalho apresenta os resultados parciais de uma pesquisa de Mestrado, em andamento, que intenta compreender como as educadoras de berçários da Rede Municipal de Educação de São Caetano do Sul/SP vêm construindo sua identidade profissional, na perspectiva de analisar quais as implicações deste processo na qualidade do trabalho que realizam. Ressalta-se que a discussão da identidade profissional destas educadoras é recente no campo educacional brasileiro remetendo a um novo olhar sob os adultos que se relacionam com os bebês nos espaços de educação. Na rede de São Caetanodo Sul, não há registros históricos deste atendimento e como tal identidade vem sendo construída desde as primeiras creches; esta história está em poder somente daqueles/as que a viveram. Assim, o caminho metodológico adotado é o das histórias de vida, através de relatos orais das educadoras que vivenciaram o período no qual as primeiras creches foram instituídas no município, e fontes iconográficas. Tem como referência os estudos de Zeila B.F. Demartini, Marie-ChristineJosso, Antônio Nóvoa, Maria Carmem Barbosa e Emmi Pikler. Até o momento, a coleta dos dados revela como o trabalho era organizado nos primeiros anos de atendimento aos bebês, os critérios para o ingresso destes nas instituições e para a seleção das profissionais, onde se verifica uma concepção de atendimento assistencialista e higienista, que coloca o adulto como figura central, numa perspectiva de proteção e maternagem em que as possibilidades de interação e expressão dos bebês são desconsideradas. Os resultados demonstram que o papel destas educadoras surge como protetora e cuidadora, no sentido de atender às necessidades primárias, priorizando o cuidar em detrimento do educar, o que muitas vezes, faz com que o berçário se torne um lugar de passagem rápida de muitos profissionais que não se reconhecem neste espaço como educadoras.

Palavras-chave: Bebês ; Creches ; Histórias de vida; Identidade profissional.  
  

Confira as fotos:

Mércia Figueiredo Della Maggiora Victor Ferreira (esquerda) e Marilda Capitulina Costa Salgado (direita)

Mércia Figueiredo Della Maggiora Victor Ferreira , Marilda Capitulina Costa Salgado , Profa. Isabel Cristina dos Santos (PPGA – USCS – Coordenadora do GT), Prof. Juan Peña Martinez (Universidade de Colima)




Formado em Sistemas para Internet pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul e atuo há 3 anos como Desenvolvedor Web e Designer de Interfaces. Atualmente trabalho na reformulação dos portais web da USCS.