Notícias

Teatro: “Dois pra lá, dois pra cá” está em cartaz na USCS

OS ÚLTIMOS CINQUENTA ANOS SÃO O TEMA DO NOVO ESPETÁCULO DO NÚCLEO DE PESQUISA TEATRAL DA USCS
Por Kleber di Lázzare

O Núcleo de Pesquisa Teatral da USCS constrói dramaturgia inédita a partir dos principais acontecimentos que marcaram o Brasil e o mundo nos últimos 50 anos.

‘DOIS PRA LÁ, DOIS PRA CÁ – Tempo, Tempo, Tempo, Tempo’ é um espetáculo de dramaturgia coletiva que se apossa de longa pesquisa sobre fatos históricos, culturais e políticos para construir um panorama possível dos nossos caminhos como sociedade entre os anos de 1968 e 2018.

São 17 quadros que narram de forma sucinta e profunda como pessoas comuns foram afetadas e vivenciaram as mudanças que o tempo impôs. Desde os fatos mais minimalistas aos grandes acontecimentos. Nesta colcha de fatos e vidas retratados, as partes alinhavadas são partes de pessoas comuns. Brasileiros de classes sociais variadas, de necessidades e construções sociológicas diversas, e o que fica claro é a investigação para a compreensão das posturas, das ações, dos medos, das inércias e das emoções de cada vida diante da história.

A ação se inicia em maio de 1968, de como as emblemáticas manifestações que tomaram a França interferiram na vida de dois jovens brasileiros. No Brasil, seguimos por investigar o espanto que a tecnologia causa em uma menina de sete anos e seu pé de cambucá; o embrutecimento da ditadura militar; chegamos ao tri campeonato de futebol; a abertura política; o movimento das ‘diretas já’; a efervescência cultural do início dos anos 80; o horror da AIDS; a primeira eleição para presidente; o avanço da internet; o homem diante da tecnologia; os anos 2000; as expectativas de futuro, e, ciclicamente, retornamos aos jovens de maio de 1968, agora com 66 anos. Eles funcionam como um espelho do que somos ou nos tornamos. Trazem na alma nossos medos e todas as nossas contradições.

‘DOIS PRA LÁ, DOIS PRA CÁ – Tempo, Tempo, Tempo, Tempo’ não traz respostas. Não afirma. Questiona. Provoca reflexões e compreensões possíveis de tantos fatos e momentos, sempre buscando estabelecer perspectivas diversas e um jogo dialético entre a cena e o espectador.

Como diz a nossa personagem, de 2018 para 1968, ‘Será que eu fui muito egoísta?’. Será que fomos? O que fica é um tempo onde precisamos encontrar um novo ritmo para a nossa dança. O famoso ‘dois pra lá, dois pra cá’ já não dá conta dos novos movimentos que o futuro trouxe e que já estão.

‘DOIS PRA LÁ, DOIS PRA CÁ – Tempo, Tempo, Tempo, Tempo’
Gênero: Uma colcha cênica de pulsão dialética
Duração: 70 minutos
Indicação Etária: 12 anos

Teatro da USCS – Av. Goiás, 3.400 – Bairro Barcelona – SCS
De 27 de outubro a 25 de novembro
Sábados, às 18h, e domingos, às 16h (no domingo, dia 28/10, em virtude das eleições, não haverá apresentação).
Ingressos: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia-entrada)
Estacionamento gratuito pela Rua Maceió (portaria 3)
Telefone para informações: 4239-3306

Dramaturgismo e Direção Geral: Kleber di Lázzare;
Elenco: Ana Catarina, Gleibson Filho, Gustavo Batistão, Olga defavari, Rodrigo Costa e Vinícius Venâncio;
Pesquisa: Núcleo de Pesquisa Teatral da USCS;
Textos: Ana Catarina, Gleibson Filho, Gustavo Batistão, Kleber di Lázzare, Olga defavari, Rodrigo Costa e Vinicius Venâncio;
Iluminação e Cenografia: Kleber di Lázzare;
Figurinos, Adereços e Maquiagem: Núcleo de Pesquisa Teatral da USCS;
Produção Musical e Vídeos: Gustavo Batistão;
Operação de Som: Arthur Zenardi;
Arte Gráfica: Gustavo Batistão e Gleibson Filho;
Produção Geral: Núcleo de Pesquisa Teatral da USCS.