Notícias

Pesquisa do PPGCOM propõe discussão sobre comunicação de cidades inteligentes

O número crescente de pessoas que se aglomera nas cidades vem obrigando as gestões municipais a buscarem novas soluções para melhorar o funcionamento das metrópoles e, consequentemente, trazer benefícios à população, por meio da construção de cidades inteligentes. O uso das tecnologias de comunicação e informação (TICs) e de novas ferramentas faz parte do discurso das prefeituras e da imprensa, porém, nem sempre esta comunicação traduz o que é uma cidade inteligente para o principal envolvido: o cidadão.

Regiane Bianchini

É sobre esse assunto que trata a dissertação de mestrado de Regiane Bianchini, cujo título do trabalho, recentemente defendido pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da USCS, é “Comunicação de Interesse Público em Cidades Inteligentes: São Paulo no foco da imprensa”. A pesquisa foi realizada sob orientação do professor Dr. Arquimedes Pessoni.

Regiane comenta que o objetivo principal da dissertação foi investigar como a prefeitura de São Paulo comunicou a população e imprensa sobre a transformação da capital paulista em uma smart city, até 2020. Segundo os estudos realizados pela autora, o avanço tecnológico comunicado como um bem à população, nas mais de 300 notícias analisadas tanto no portal da transparência da prefeitura, como em portais de notícias como Estadão, G1 e UOL, que abordaram o tema, não traduzem as reais mudanças, benefícios e transtornos para a população, bem como não analisam as políticas públicas que se referem ao tema.

Esses dados confirmam a necessidade de formação dos profissionais de imprensa para realizar cobertura sobre temas que se relacionam às cidades, o que ecoa na pesquisa, por meio das entrevistas realizadas com editores de veículos de comunicação e especialistas da área de políticas públicas e cidades inteligentes. “É preciso ampliar a formação dos jornalistas, que atuam em redações ou em órgãos públicos, para que tragam informações que façam sentido à vida das pessoas”.

Como produto final da dissertação, foi apresentado o projeto de um site para trazer informações ao público em geral sobre o que são as cidades inteligentes, como as pessoas podem participar de projetos desta natureza e de boas práticas no País e no mundo.

O Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Municipal de São Caetano do Sul atuou por dez anos no formato acadêmico, tendo formado mais de 100 mestres em Comunicação. O novo formato, profissional, tem como tema a Inovação na Comunicação de Interesse Público e tem sede no campus Conceição da USCS (Rua Conceição, 321 – Santo Antônio – SCS). Informações, clique aqui.