Notícias

IX Encontro de Iniciação Científica contou com mais de 500 trabalhos inscritos

O IX Encontro de Iniciação Científica, que contempla o 14º Congresso de Iniciação Científica da USCS e o XII Simpósio de Iniciação Científica da UFABC, acontece entre os dias 04 e 08 de novembro, no campus Santo André da UFABC. Nesta edição, cujo tema foi “Pesquisa, Conhecimento e Democracia”, foram mais de 500 pesquisas inscritas, além de serem realizadas mesas redondas para discutir assuntos referentes à produção científica.

“Essa parceria entre as universidades só traz benefícios para as instituições e os alunos. É possível conhecer um pouco mais sobre as pesquisas que são realizadas na região do ABC”, afirma a professora Dra. Priscila Perazzo, coordenadora de Iniciação Científica da USCS.

Para a professora Dra. Roseli Benassi, coordenadora de Iniciação Científica da UFABC, as expectativas estão sendo cumpridas. “Pela primeira vez fizemos palestras em formato de mesa redonda, então tivemos mais de um palestrante e, após a apresentação, abrimos para perguntas. O tema deste ano ajudou muito, e o auditório sempre esteve cheio”.

O IX Encontro de Iniciação Científica conta com seis eixos de pesquisa, que são: Energia; Processos de Transformação; Humanidades; Comunicação e Informação; Estrutura da Matéria e Simulação e Representação.

Apresentação de Trabalhos

“Quando entrei na UFABC, me chamou a atenção a não-acessibilidade no campus de São Bernardo, e quis entender como são as políticas de acessibilidade da instituição. Analisei a inserção do deficiente na sociedade como um todo até chegar na inserção deles na universidade. Identifiquei várias políticas pedagógicas, como adaptação de materiais, biblioteca acessível, monitoria inclusiva e LIBRAS, mas na questão de acessibilidade material vemos apenas no campus de Santo André. Quero continuar essa minha pesquisa para buscar mais dados sobre o assunto” – Nathália Andrade Souza.

“Minha pesquisa retrata a representação de personagens indígenas nas telenovelas brasileiras, sob orientação da professora Daniela Jacubazko, cuja especialidade é a telenovela. Fizemos um levantamento de todas as telenovelas brasileiras que têm personagens indígenas, sejam de relevância ou não dentro do enredo e fiz uma tabela falando sobre o momento histórico de cada produção. Percebemos que, quando a questão indígena é mais latente no noticiário e na sociedade, as novelas tendem a trazer esse tema. Escolhemos a novela Velho Chico para analisar mais a fundo como os personagens aparecem na novela” – Mariana Moro.

“O projeto teve como objetivo explicar a Ciência Aplicada na robótica. Analisando matérias de Psicologia e Filosofia, percebemos alguns aspectos de consciência que são interessantes para abordar na robótica, dentre eles, a emoção. Conseguimos captar esses estímulos por meio tátil ou visão e saber que emoção aquilo vai gerar. Com isso, podemos estudar as emoções no sistema robótico, a partir do senso tátil. Isso porque na robótica, é muito difícil um robô expressar uma emoção por meio da visão ou da fala, mas pelo tato é muito mais fácil e prático reconhecer isso” – Gilmar Correa.

“Meu trabalho constituiu na pesquisa a respeito da aplicação dos negócios jurídicos processuais. Investigamos se foi possível a aplicação da cláusula genérica de negócios processual, que está no artigo nº 190 aos contratos de franquia. O primeiro problema encontrado na realização da pesquisa foi que a Associação Brasileira de Franquia recomenda que em todos os contratos de franquia seja feita a resolução dos eventuais problemas por meio da arbitragem, comprometendo a publicidade dos fatos. O segundo problema foi que o STJ de 2017 entendeu que o contrato de franquia é um contrato por adesão, isso traz a impossibilidade de alterar qualquer procedimento nesse contrato” – João Almeida.

Mesa Redonda

Extramuros da Pesquisa: Divulgação científica em tempos de sociedade digital, dia 05/11.

Iniciação Científica e Extensão: Relacionamentos possíveis com a sociedade, dia 06/11.

PALESTRA: “Universidade, pesquisa e orçamento público: planejamento e (im)possibilidades do diálogo entre o curto e o longo prazos”, que aconteceu dia 04/11.

No dia 08 de novembro, será realizado o encerramento, a premiação e apresentação dos trabalhos premiados, no auditório 112-0 da UFABC, às 14h.