Notícias

Internacionalização da universidade brasileira é tema em workshop da USCS

O Prof. Dr. Eugênio Trivinho, assessor de relações internacionais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), foi o convidado do dia no “Workshop de Produção de Pesquisa em Temas de Fronteira e Alto Impacto”, realizado no dia 24/08, no campus Centro da USCS.

O objetivo do encontro, que reuniu professores e pesquisadores dos cursos de pós-graduação da universidade (Administração, Comunicação, Educação e Medicina) – e  também da graduação – foi discutir os desafios da internacionalização acadêmico-institucional propostos às universidades brasileiras.

Na oportunidade, o convidado apresentou um recorte histórico das demandas da educação superior no Brasil e desafios que deverão ser enfrentados por docentes, pesquisadores e instituições para atingir as metas de internacionalização demandadas pelo governo federal e agências de fomento. Segundo Trivinho, o plano de internacionalização proposto atualmente preconiza que os pesquisadores estejam ligados internacionalmente – por produção ou atuação – nas dez mais importantes universidades do mundo para que tenham impacto satisfatório. “Trata-se de imperativo de visibilidade e de sobrevivência para as instituições e o sucesso dos docentes e discentes depende de esforços intermitentes de internacionalização”, observou Trivinho.

O representante da PUC lembrou a estratégia da China para despontar no seleto mercado da produção acadêmica – “trilionário”, segundo Trivinho – capacitando seus pesquisadores para publicarem no idioma principal da ciência (o inglês), sem deixar de lado o francês, como contraponto ao idioma hegemônico. “Há necessidade de dominar o idioma inglês para existir no mundo da academia: o Português não é internacionalizante”, lembrou o palestrante.

Trivinho ressaltou a necessidade das instituições se adaptarem a novos tempos, começando pela comunicação interna nos campi, atualmente monoglota, e que devem passar a ser em mais de um idioma para facilitar a informação aos visitantes estrangeiros. Para o palestrante, o sucesso da internacionalização depende do apoio do staff das instituições, como pró-reitores e reitores, no desenho dessa política.

O Workshop de Produção de Pesquisa em Temas de Fronteira e Alto Impacto teve início no primeiro semestre de 2017 com seis encontros para capacitar os docentes na formulação de projetos de pesquisa e segue até o final do ano com outras palestras para requalificar os pesquisadores da USCS no campo da pesquisa.

 

 

Texto: Prof. Dr. Arquimedes Pessoni – MTb 18781
Crédito de fotos: Tayná Meireles Ruiz