Notícias

Alunos da USCS desenvolvem ações para empresas reais na Feira de Negócios

Com colaboração de Bruna Moura

A tradicional Feira de Negócios da USCS aconteceu no dia 10/11, no campus Barcelona.

O principal objetivo da Feira foi demonstrar os resultados obtidos pelos estudantes durante os cursos tecnológicos, como consequência do projeto pedagógico, por meio de produtos e serviços apresentados em estandes.

Na ocasião, os visitantes também puderam visitar os estandes da USCS com atendimento para dúvidas e informações quanto aos cursos oferecidos no próximo vestibular e sobre os cursos de pós-graduação.

Confira alguns momentos da Feira de Negócios da USCS 2018:

“Nosso grupo selecionou uma clínica de estética, a FranViton, que fica em São Caetano. Percebemos que o fluxo de caixa da empresa baseava-se pelo preço de outras clínicas na cidade. Nós fizemos o markup, que aprendemos em nosso curso de Gestão Financeira, e elencamos todos os cursos, como aluguel, IPTU etc, personalizando os valores para o negócio em questão. Ela aplicou esses valores e a clínica, dessa forma, está conquistando novos clientes”, Igor Pereira, do curso de Gestão Financeira da USCS.

 

“Trabalhamos com a escola infantil Scalenus, situada em São Bernardo do Campo, que trabalha com crianças de seis meses a três anos. A escola já tinha um departamento de Marketing e Publicidade, então preferimos fazer um estudo diretamente com o cliente final, que são os pais ou responsáveis sobre o que eles achavam da empresa, e descobrimos que a plataforma de comunicação que a escola tem, exclusiva para os pais, era insuficiente. Organizamos estratégias de marketing de relacionamento para que o cliente se comunique, demonstrando também aos pais o que realmente acontece na escola por meio do aplicativo, além de propor o atendimento via WhatsApp. A proprietária gostou muito da proposta e esperamos que seja implementado”, Marina Menezes, do curso de Gestão em Marketing da USCS.

 

“Montamos um prontuário eletrônico, que surgiu através da necessidade de que. com prontuário físico, existiam erros médicos, extravio de informações, perda ou troca de prontuário de pacientes com nomes parecidos. Dessa forma, desenvolvemos um software de gestão hospitalar e clínica, que funciona na nuvem e garante a segurança do paciente, sem ocorrer o extravio das informações ou troca de prontuário com os outros pacientes”, Juliana Santos, do grupo da empresa Pixeon.

 

“Nosso grupo escolheu o clima organizacional, com base em uma pesquisa de satisfação feita com os empregados de um banco. Por meio dos indicadores, pudemos avaliar que todo o clima na empresa está ruim. Dessa forma, criamos algumas propostas para melhoria do clima organizacional, como conversa com chefia, recompensa psicológica, conforto físico, aplicação de técnicas anti-estresse. Se essas propostas fossem implantadas, descobrimos por meio de outra pesquisa, que o índice de satisfação aumentaria muito”, Juliana Novaes, Flávio Marcolino, Juliana Ferreira e Caroline de Souza, do curso de Gestão em RH da USCS.