Notícias

Alunos de Medicina do campus São Paulo realizam ação social

Colaboração de Thais Ruegger Jarrouge Bouças e Luciana Cunha.

O Dia D USCS/Achiropita – Saúde e Alegria, ação social da Escola de Medicina do campus São Paulo da USCS, aconteceu no dia 20/10, na paróquia Nossa Senhora da Aquiropita. A atividade foi idealizada para a saúde e bem-estar da população vulnerável que frequenta o bairro Bela Vista.

A professora Thais Ruegger Jarrouge Bouças, organizadora do evento, explica que a ação foi pensada em homenagem ao Dia das Crianças. “Já fizemos outras ações, inclusive na universidade, em homenagem ao Dia Mundial da Saúde, mas na Igreja, é a primeira vez. A universidade tem esse compromisso de transformar a comunidade do entorno. Então, passar um pouquinho daquilo que a gente ensina é o mais importante”.

“A ação é fundamental para a população mais carente, que às vezes não recebe tanto apoio do governo quanto do resto da população. Agrega muito para o nosso conhecimento e lado social”, argumenta o aluno do segundo ano de Medicina, Vitor Kenzo Tanae Tiba. Gabriela Cristina da Cunha, do primeiro ano do curso, comenta a reação do público da terceira idade. “Eu gostei muito da ação porque os idosos disseram que não tem muito por aqui, eles estão aproveitando muito, pois estamos falando sobre quedas”.

O presidente do Lions Club da Aclimação, Antonio Helio de Freitas e Silva, ressalta a importância das parcerias com iniciativas privadas e universidades para servirem à população. “Nosso trabalho é trazer ajuda para a população carente, que tem dificuldade de acesso à saúde. Aqui, não só alerta o indivíduo para algum problema que ele possa ter, como, também, o orienta a ter uma vida mais saudável”. Ele também relata que essa atividade é primordial aos alunos. “Essa iniciativa da Universidade de fazer esse trabalho é fundamental porque o individuo vai se formar tendo uma visão do todo, de coração, de entender as pessoas, não só como o organismo funciona”.

O grupo Bela Alegria da Bela Vista participou da ação social. Larissa Cristiano Ramos, integrante da equipe, comenta que todas as ações são pensadas previamente. “A gente tem um curso da Palhaçaria que ensina como trabalhar com crianças em hospitais. Nosso objetivo é levar alegria contemplada, não é qualquer tipo. Tomamos cuidado com o que vamos fazer, não é nada improvisado”.

A comunidade local aprovou a ação. Francisca Roseno, de 63 anos, ficou satisfeita com o atendimento. “Eu venho sempre no bazar e vi que teria a festa de criança. Quando entrei, me perguntaram se eu queria participar do projeto de saúde. Fiz exame de glicemia, medi pressão, altura e peso, e fiz exame do ouvido. Achei legal, devia ter sempre”.

Na ocasião, foram prestados serviços por meio de diferentes ações desenvolvidas por docentes e discentes da USCS, voluntários do Clube Lions e outros parceiros:

1. Criança e Alegria
O riso é uma das principais expressões utilizadas na comunicação social. Causa bem-estar e conecta pessoas desviando-as de situações de estresse e dificuldades cotidianas. O Grupo Bela Alegria, em parceria com os estudantes do Curso de Medicina, desenvolveu atividades lúdicas dentro do perfil de aprendizagem de cada grupo etário do projeto social:
 Teatro;
 Gincanas;
 Danças;
 Pintura Facial;
 Escultura com balões;
 Entrega de brinquedos em comemoração ao Dia das Crianças.

2. Saúde e Check-up
O Check-up é uma ação que tem por objetivo avaliar a saúde de um indivíduo e auxiliar na prevenção de doenças. Nesta atividade foram realizadas as seguintes avaliações e orientações:

 Testes Rápidos:
 Avaliação do sistema cardiovascular: frequência cardíaca, pressão arterial e oxigenação sanguínea (Saturação de oxigênio);
 Glicemia, em parceria com a Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (Anad) e o Centro de Pesquisa Clínica (Cpclin).
 Avaliação da composição corporal e estado nutricional para auxiliar na avaliação do risco de desenvolvimento de Doenças Cardiovasculares, Diabetes e entre outras doenças metabólicas.

 Orientações:
 Primeiros socorros;
 Como manter uma nutrição saudável nos dias de hoje;
 Prevenção de quedas em idosos;
 Orientações específicas sobre saúde do homem e da mulher.

3. DST e Hepatite C
As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) ou Infecções sexualmente transmissíveis (IST) são causadas por mais de 30 agentes etiológicos (vírus, bactérias, fungos e protozoários) sendo transmitidas, principalmente, por contato sexual, da mãe para a criança durante a gestação, o parto ou a amamentação e, de forma eventual, por via sanguínea. A falta de diagnóstico precoce e de ações na promoção da saúde justificam o cenário epidemiológico das hepatites virais. Por isso, foram oferecidas as seguintes ações:

 Testes Rápidos:
 Teste rápido de Hepatite C em parceria com Associação de Pacientes Portadores de Hepatite (ABPH), já com o encaminhamento dos pacientes portadores da doença aos serviços de saúde especializados.
 Orientações para prevenção de DSTs e Hepatite C.

4. Saúde da Mulher e do Homem (Outubro Rosa e Novembro Azul)
A prevenção do câncer depende de medidas para reduzir ou evitar a exposição aos seus fatores de risco. Esse é o nível mais abrangente das ações de controle das doenças.
De modo geral, sabe-se que, quanto antes o câncer for detectado e tratado, mais efetivo o tratamento tende a ser, maior a possibilidade de cura e melhor será a qualidade de vida do paciente. O Programa Nacional para o Controle do Câncer da OMS (2002) recomenda que todos os países promovam uma conscientização para os sinais de alerta que alguns tipos de cânceres são capazes de apresentar. A prevenção e a detecção precoce são as melhores armas para o controle do câncer.

5. Hora do Lanche
A Hora do Lanche proporcionou um convívio social entre docentes, discentes, voluntários e comunidade. O Clube Lions ofereceu 500 lanches a serem entregues durante toda a ação.
Discussões de alimentação saudável, riscos e benefícios, com ênfase na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis como: Obesidade, Diabetes, Hipertensão e Doenças Cardiovasculares (Infarto e AVE), fizeram com que o “Dia D” atuasse de diferentes formas cumprindo com seu objetivo de transformação social.

Fotos: Luciana Cunha.